Escolhe o teu próprio caminho

Na nossa vida somos confrontados com decisões que nos definem enquanto pessoa: a nossa formação académica, o desporto que praticamos, as pessoas com as quais nos damos, o nosso trabalho, os nossos hobbies, a nossa roupa e até a música que ouvimos. Contudo, não fiquemos assustados porque decisões destas não têm que ser definitivas. Muitos de nós se baseiam nas escolhas feitas pelas pessoas que nos rodeiam, como a nossa família, quem não ouviu já falar numa história de alguém que os pais encaminharam para uma profissão que essa pessoa não desejava se pensasse pela própria cabeça?

Por vezes, somos condicionados pelos comportamentos que as sociedades consideram “normais”, e isso vem do facto de sermos seres humanos, preocupados com aquilo que outros seres humanos pensam de nós. Os mais arrojados são apontados, mas curiosamente são aqueles que conseguem alcançar resultados diferentes e brilhantes, destacam-se dos outros e chegam a fazer a diferença no mundo. Essas pessoas são a minoria e por isso conseguem servir de exemplo para sonharmos e alcançarmos verdadeiramente os nossos objectivos. Vejamos por exemplo o caso de Steve Jobs que não finalizou a sua formação académica porque precisava de juntar dinheiro para criar a sua família, ou mesmo Tony Robbins que nem sequer tem formação académica que todos os dias inspira e muda a vida de milhões de pessoas.

Digo isto para mostrar que a formação académica é de facto algo que afecta a nossa vida e deveria ser considerada um luxo, mas não nos define enquanto pessoas. Tal como o nosso trabalho, pois se não gostamos do que fazemos, porque continuamos a fazê-lo na mesma? Talvez porque temos contas para pagar, muitas pessoas a dizer-nos que estamos a fazer a coisa correta. No entanto, essas pessoas não vivem a nossa vida e somos nós que temos o controlo sobre ela. Certamente, deixamos as pessoas à nossa volta tomar decisões por nós visto que nós próprios não sabemos o que queremos, não queremos mudar porque temos medo de sair da nossa zona de conforto.

Como tal, devemos ensinar os mais novos a pensar no que gostam desde pequenos, oferecer-lhes todas as hipóteses possíveis, deixá-los escolher e incentivar o raciocínio próprio, ensinar-lhes a fazer escolhas para que não percam o maior dos recursos, que é o tempo. Isto porque vivemos no mundo da especialização e todos nós temos de nos destacar em algo.

Por isso, se nalgum momento da tua vida te sentes assustado ou desmotivado, pensa no que te motiva, nos sonhos que tens e põe as mãos à obra, não tenhas medo de falhar, porque errar é humano e a seguir levantas-te. Sê a estrela mais brilhante do céu, vai à luta e sê muito duro e exigente contigo próprio, porque se não o fores alguém o será, se não tomares posse da tua vida alguém o fará por ti. Vive na verdade porque para mentiras já chegam os reality shows. Porém, lembra-te sempre duma coisa, fá-lo de forma humilde e sorri, porque essa é a maior jóia que podemos usar (e é grátis!).

Obrigada por lerem o meu post! Espero que tenham gostado e desejo a todos a maior felicidade do mundo… Sê tu próprio e ajuda a vida de todos a ser melhor.

“Segue o teu destino, 

Rega as tuas plantas

Ama as tuas rosas.

O resto é a sombra

Das árvores alheias”

Fernando Pessoa

Advertisements

One Comment Add yours

  1. Rita says:

    Adorei! ❤

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s